Informação Útil

PAÍS

República de Moçambique (também Moçambique) tem uma área de 801.590 km2 (784.090 km2 de terra, 17.500 km2 de água); População: 18.811.731

O português é a língua oficial e o Inglês é apenas falado nas regiões turísticas do sul. Cada um dos principais grupos étnicos tem sua própria língua: Makhuwa, Tsonga, Lomwe, Sena. Há 16 principais grupos étnicos, o maior dos quais é o Makua da região norte.
O Makonde, outro grupo do norte, é famoso pelas suas tradicionais e contemporâneas figuras esculpidas e também pelos seus “lupembe” (instrumentos de sopro).
Outros grupos importantes são o Sena, localizados no centro de Moçambique, e o Shangaan no sul. 
Os Europeus, incluindo os Portugueses e residentes asiáticos, representam menos de 1% da população.

As tradições, histórias e artes dos grupos étnicos de Moçambique sobreviveram à corrupção colonial e aos anos de guerra civil.  Desde que Moçambique se tornou independente, há escultores, pintores e escritores emergentes Moçambicanos que têm vindo a tornar-se famosos em todo o mundo.

CLIMA

Verão: Outubro a Março; Inverno: Abril a Setembro A temperatura média de Moçambique é de cerca de 28 º C todo o ano. O clima varia ligeiramente de acordo com as regiões do país.
A costa tem um clima sub-tropical, enquanto a região norte é tropical. Geralmente, o período chuvoso e quente é de Outubro a Março. A temperatura média ao longo da costa é de 31 º C (88 º F).
No interior, as temperaturas são ligeiramente mais frescas, mas mais húmidas. Na estação seca, de Abril a Setembro, as temperaturas médias na costa são de 27 º C (80 º F).

QUANDO IR

A melhor época para visitar Moçambique é durante os meses de Inverno, de Abril a Setembro.
As regiões do sul do país são geralmente mais secas e menos tropicais que as do norte.
Os melhores meses para safaris são Agosto e Setembro, no final da estação seca.
A melhor época para observação de aves é geralmente de Novembro e Dezembro, que é a estação quente e chuvosa. Uma grande variedade de peixes são atraídos para as águas quentes de Moçambique, os maiores peixes povoam as águas no Verão e os peixes mais pequenos e de tamanho médio no Inverno, tornando esta costa num bom destino para a pesca e para o mergulho.
Serviços aéreos domésticos operam entre a Beira, Maputo, Nampula, Pemba, Quelimane, Tete e Vilanculos.

FUSO HORÁRIO

GMT +2 horas

ROUPAS

Traga roupas claras, caqui, castanhos, branco e bege; tops leves de algodão e calças de algodão / calções no verão, blusas de mangas compridas / camisas para protecção do sol e dos mosquitos; calças Safari para as noites e dias mais frios; algodão ou sweater e um casaco quente para os safaris, fatos de banho; chapéu, óculos escuros e protector solar; sandálias, especialmente para proteger os pés contra o lingueirão no Arquipélago de Bazaruto
Calçado confortável para caminhadas

SAÚDE (Vacinação)

Recomendamos que obtenha a profilaxia da malária antes de entrar em Moçambique.
Contacte o seu médico ou farmacêutico e informe-o de que tenciona visitar Moçambique antes de adquirir a profilaxia. Qualquer que seja o profiláctico que utilize, lembre-se que deve concluir o tratamento depois de deixar a área de malária.
Se sofrer de efeitos secundários, tente tomar o medicamento da malária à noite, depois do jantar. Lembre-se que a melhor maneira de evitar a malária, mesmo tomando a medicação, é evitar ser picado.
Tome medidas de precaução para evitar o contacto com mosquitos, tal como: dormir sob um mosquiteiro ou num quarto / tenda à prova de mosquitos; recomenda-se que utilize uma loção ou um stick repelente de mosquitos a partir do pôr-de-sol.
Não é necessária a vacina para a varíola, cólera ou febre amarela excepto se tiver vindo de uma zona infectada. Estas recomendações podem sofrer alterações por isso é conveniente que verifique junto da Embaixada de Moçambique quando for obter o visto de entrada.
Algumas agências de viagens recomendam que os visitantes tomem precauções contra a febre amarela, cólera, tétano, difteria, poliomielite, varíola, febre tifóide, malária e hepatite A, principalmente se pretender ficar no país por um período superior a um mês.
Aconselhamos a não beber água da torneira.

VISTOS DE ENTRADA

Nota Importante: Este é apenas um guia – por favor, verifique com o consulado de Moçambique embaixada ou missão diplomática mais próximos, para informações actualizadas.
Todas as nacionalidades, excepto os cidadãos do Malawi, necessitam de visto para entrar em Moçambique. Os vistos podem ser obtidos antes da partida ou podem ser emitidos à chegada ao aeroporto de Maputo ou num posto fronteiriço. Isto aplica-se a todos os titulares de passaporte.
Um visto de entrada é válida por 30 dias, embora com aprovação do cônsul este visto possa ser estendido para 90 dias. Um visto de múltiplas entradas é válido por seis meses, embora cada entrada só seja válida para uma estadia de dez dias.

MOEDA

A unidade de moeda é o metical (M) que é dividido em 100 centavos. Se estiver a viajar no sul do país, Rands Sul-Africanos, euros, dólares americanos e libras esterlinas são aceites e podem ser usados para pagar o alojamento. A norte da cidade da Beira são amplamente aceites dólares americanos e libras esterlinas. Cartões de crédito são geralmente aceites em hotéis de luxo e restaurantes, mas fora disso o seu cartão de crédito será de pouca utilidade.

COMÉRCIO

O artesanato local e a arte indígena podem ser comprados nos mercados das cidades e áreas turísticas. Estes itens incluem máscaras, esculturas e ornamentos feitos de madeira, pedra sabão, malaquita e arame, bem como cerâmica, pinturas e cestaria.
Evite comprar produtos naturais, como marfim, é ilegal exportar estes artigos sem uma licença.
Moçambique é um país rico em ouro e diamantes e há uma excelente selecção de jóias.  Há também oportunidade de ver os ourives em acção.